Para mim, sentido do mundo significa pelo menos três conjuntos de coisas interdependentes (a tríade é irrelevante; a ordem que se segue , mais cíclica do que linear, não é arbitrária) experiência humana, categoria de totalidade, cultura mundial. Isto quer dizer, respectivamente:

— assimilação tendencialmente universal de experiência humana (do género aos indivíduos, dos indivíduos ao género), a partir da base material do mundo, tornado mundo objectivo como mundo humano, isto é, como mundo que se abre  subjectividade humana, ao pensamento e ao trabalho humanos segundo fins conscientes;

— compreensão racional da categoria de totalidade na sua génese, nas suas transformações e

no seu carácter processual inacabado;

— abertura à cultura mundial nos limites de um aqui e agora simultaneamente social, histórico e biográfico.

Para ler todo o texto faça download do pdf.

Nenhum dos três conjuntos que balizam ou coordenam o meu “sentido do mundo” carece da presença tutelar de um demiurgo (Platão), de um arquitecto ou relojoeiro de mecânica celeste (Voltaire e outros deístas do seu tempo), de um ser supremo (Rousseau) ou do deus-homem morto na cruz. Por toda a parte encontro o sobrenatural imaginado, concebido, instituído ou transfigurado à imagem e semelhança das comunidades humanas que o imaginaram, conceberam, instituíram ou transfiguraram. Por tudo isso, por mais do que isso, deus é para mim, de raiz, um problema de antropologia, presente como tal na história das ideias e das civilizações, na história da arte e da ciência e, claro está, na fé que vive numa parte da humanidade. Mas presente também, de outros modos, em múltiplos sistemas de dominação, em alianças milenares do despotismo com a superstição, em piedosa resignação com os males do mundo e até, – impossível esquecer isso – na aliança do Evangelho com a libertação dos oprimidos no aquém terreno.

ASSOCIAÇÃO DE PROFESSORES DE FILOSOFIA

A Associação de Professores de Filosofia (Apf) é uma associação de professores ligados ao ensino da Filosofia, que se dedica a divulgação e promoção de temas relacionados com a filosofia.

CONHEÇA AS VANTAGENS DOS SÓCIOS APF

Porque a Filosofia interessa a um número cada vez mais alargado de pessoas, podem ser sócios da Apf todos os que se interessarem pela reflexão filosófica e pelo ensino da Filosofia.

PUBLICAÇÕES APF

Constituídas essencialmente pelas comunicações apresentadas em eventos científicos, as publicações da Apf congregam aspetos relevantes do pensamento filosófico português.

RECURSOS FILOSÓFICOS

Aqui poderá encontrar recursos de apoio a reflexão filosófica e ao ensino da Filosofia (Páginas Institucionais e Pessoais; Livros e Artigos; Revistas; Dicionários; e Conceitos Filosóficos).